sábado, fevereiro 06, 2016

Não corra do sofrimento de uma  vida de mentiras
na velhice a refletir como as folhas caíram dos ramos
sozinha em profundas  lágrimas   a vida miserável nunca antes sentidas ,
A voz perdida na aspereza arde de lembranças que te cobram a fatura
De suas cruas renúncias.
Mãos costuradas numa oração  arrastando dores
Na esperança de absolvição do pesadelo
 Arrependimento?
Não fujas da vinha do sofrimento.
Chorar com lágrimas de sal suavizam as cicatrizes.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...