sábado, julho 01, 2017

Procuro no esgoto um quilate de ouro.Não esgoto nenhum sonho que bate à porta até cair.
D'outro lado o lodo revela o peso d'uma morada de sórdidos escombros a morder
um'alma moribunda.
Procuro no esgoto o sol de um olhar que não seja de abismo tal qual este cá que estou a cair.
Quilate d'ouro está no dente dos meus dias.


Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...