quarta-feira, agosto 05, 2015



sentimentos estalam  nos ossos
dos cinzas dos ossos
um cinzeiro cheiro  de sentimentos
soprados para longe num suspiro
só sentimentos em pó de asas invisíveis.
Só ossos que sonharam na força da carne
Sentimentos sem palavras
Restam lavras de ossos sob o sol
Só o sal e o sal nos ossos
Animais provam de seu sabor
Ossos estalam sob o sol
Só a salobra poesia na areia
Acariciando o vazio dos olhos
Da caveira.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...