segunda-feira, novembro 01, 2010

Vendetta

Camisa manchada de sangue


Tremula bandeira no varal

ao sol;

aguardando a sombra pálida

da noite o coração.

Na bala ligeira ou no sorriso do facão.

A conta da terra medida

na desmedida alma do barro irmão

Sandálias herdadas pra seguir as mesmas pegadas

cegos segurando a mão das sombras pálidas

mordida de dês-razão entre a humana plantação.

Na luz a sombra se desfaz no chão e todo o dia

se enluarou de luto e em silêncio gritou:Basta!

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...