sexta-feira, julho 31, 2015

O velho russo  entre uma cachimbada e um trago de chá afogado no açúcar."Com a bolsa ao pescoço ninguém é enforcado " imaginava uma floresta onde banqueiros, políticos corruptos , comerciantes desonestos pendiam de árvores, enforcados mas logo brotavam da terra fértil sob seus pés ,mais e mais mandrágoras  que dançavam celebrando a alma imortal do vício e da devassidão e o  céu se cobria de dourada aurora de escárnio.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...