sábado, outubro 10, 2015

A questão Síria

Não é só pelo gás e sim pelo pragmatismo que a UE está a recuar de sua posição quanto a questão Síria. A estabilização do país é fundamental para a diminuição do fluxo de refugiados a Europa , as pressões e as divisões de posicionamentos quanto ao ingresso de imigrantes entre os países põe a prova o projeto da União europeia
A perda do controle sobre o que ocorre na Síria não amedronta os EUA e sim a Arábia Saudita e Israel. Guerras terceirizadas não faltaram aos interesses das agencias estadunidenses.Um fracasso das oposições armadas a liderança de Assad apoiada por Moscou obrigará os Sauditas maior apoio ao Dash.Os quadros terroristas sírios cabem se unir a força fundamentalista ou para salvarem-se o exílio ou mesmo entregarem-se a Damas

Wilson Roberto Nogueira


Nenhum comentário:

Loading...