domingo, fevereiro 01, 2009

Ele dela afastou-se pois a sombra o esmagaria
chegou perto de se perder e dentro da alma dela
olhou em volta e dentro daquelas entranhas
havia vida fervilhando fervendo demais.
Fugiu e foge até hoje,mas a
sempre o perseguia até o limiar do abismo.
hoje maior que a sombra mira o céu infindo
a dor do abismo serenou no pesadêlo diluido.
No céu traços de vermelho
pincél desleixado no céu azul.
Ela sorri livre.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...