domingo, fevereiro 01, 2009

O frêmito é a fresta do prazer

Bebi um pingo de morte
e procuro por ela
e não tenho sorte.

Ela me beijou com todos os lábios
e dentro dela me esqueci
hoje estou sedento de mim
e não a encontro mais
a perdi...

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...