quarta-feira, setembro 09, 2015

A anulação do individuo pelo coletivo, a submissão à vontade da maioria conduzem o pensamento à ideia de uma certa ditadura da maioria a qual , paradoxalmente é a fonte de água sípida que bebe a democracia. Um solvente universal que dissolve os interesses daqueles que mais sedentos anseiam  por bebe-la .Tal água está em um oásis de frases feitas e jogos de espelhos onde a fonte se oculta ao sol das promessas, ainda que a democracia  seja dos eupátridas e dos patrícios .Só essa nossa caminhada no deserto com a cabeça fervilhando de utopias , como acreditar que o mais revolucionário é ver cumpridas leis em beneficio dos esfarrapados proletários , não importa de que tripas as leis foram feitas . Democracia representativa mandatada por nós . Máscaras e cera escondendo crimes dos ratos e vermes daqueles outros lobos, raposas e toda a fauna  que matam nos hospitais e nas calçadas das cidades podres do país.Governo do povo em nosso nome não é exercida, mas nós no delírio da democracia somos seus cúmplices. A democracia de fato não é esta que fabricada pela alma corrompida e putrefacta da burguesia nos humilha e rouba , a Democracia vem das ruas , do Povo , do Proletariado.


Wilson Roberto Nogueira  

Nenhum comentário:

Loading...