sábado, março 14, 2009

Até que ponto o naif estava cego com as luzes dos elogios... kakaka! lágrimas corriam após na foz daquela frase cansada proferida por aquele profeta de fatos passados frase exausta com tanto aplauso postiço. Estava chorando de alegria por desvelar seus amigos tão encerados nos sentimentos de suas máscaras luzídias.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...