sábado, março 14, 2009

A sombra sempre
assombra
a sombra soma
o que com o quê
o que poderia ser
O ser e o nada
nada mais
monstruoso
que o nada que a sombra
oculta e desvela
deforma ou na dança sonha
a peçonha da sombra é a fronha
do medo
na caverna
no quarto
na rua...
a sombra e seus caminhos...

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...