sexta-feira, agosto 06, 2010

Depois de beber o ponche o gato bamboleante pulou,caiu de lado e dormiu ronronando alto,e acordando meio grogue,miava para alguma múmia imaginária ou o seu próprio relexo nos restos da jarra que quebrara.Não lembrara de mais nada,nem de si quando lhe jogaram água gelada.Bom,somente que Anúbis lhe fora visitar e tossira manta de pontiagudos vidrinhos que iam lhe rasgando a pele.Foi arrancado da nuvem doce e morna .acordou para ocultar-se atrás de uma ou duas de suas vidas.DORmiu,dormiu até sobrarem apenas ratos por companhia.Deve ter sonhado,ele não sabe mais a diferença entre humanos e roedores,traumatizado ficou com raiva e não sabe onde e se quer encontrar remédio.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...