sexta-feira, agosto 13, 2010

Quanto mais ela fingia que não era com ela,


mais e mais a carapuça chamava ,em vermelho rubro,

a atenção.Depois de torcer a sombra ,até deixá-la exangue,

ela saiu pálida ,qual fresco cadáver que ainda não azulescera

de humildade.Pronta para outra tortura.Babando do mesmo fel.

(Presumo que ela chupava a última gota de sua cicatriz.)

eterna princesa meretriz.

Nada como a tenra carne desta carneirinha !



O lobo com tanta fome afogou-se com a lã.



Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...