terça-feira, agosto 03, 2010

Sombras abraçam a manhã
No fundo do copo porejam pesadelos
na alegria alucinada do sangue alegoria
de incêndios cercam a razão e pouco a pouco
a cobrem com a copa das árvores do bosque negro.
Mais um gole golpeando a alma
a assassinar estrelas sob o firmamento pastoso da
dês-memória.

Wilson Roberto Nogueira

Nenhum comentário:

Loading...